Condado: Hospital, um problema contido



Na manhã desta segunda, 22-02-2016, recebemos uma denuncia que partiu de uma moradora, que na ocasião, era também paciente no Hospital Belarmino Correia em Goiana, a denunciante informou ao vivo na 106,3 FM que o Hospital João Pereira de Andrade no Condado, as condições de atendimentos eram precárias, e que não havia soro fisiológico, esparadrapos, prontuário médio, receituário, e outros itens básicos para qualquer hospital.

Fomos até o local, chegando lá, vimos uma realidade diferente da denuncia, apesar do alto número de atendimentos, provocados pela dengue e chikungunya, os profissionais desdobraram-se para atender a toda a demanda de mais de 200 pacientes por dia.

A farmácia do hospital faltam alguns medicamentos, porém o básico que havia sido denunciado tinha em grandes quantidades.

A Diretora do Hospital nos relatou que como qualquer hospital de pequeno porte existem suas limitações, mais que não deixou de realizar um atendimento sequer, e os precedimentos que não não podem ser tomados na unidade, eram rapidamente providenciada formas de fazer com que o paciente fosse atendido em um outro local, dependendo da gravidade da situação.