Delegacia investiga o que teria provocado o acidente no Polo Automotivo de Goiana

O delegado titular da 44ª DP, Thiago Uchoa, já começou a ouvir funcionários e diretores da Denso Sistemas Térmicos LTDA, para tentar identificar o que teria provocado o acidente em que um funcionário da empresa teria morrido esmagado por uma máquina, na última segunda-feira (25).

As ouvidas foram iniciadas ontem (26). O delegado disse que pretende concluir o inquérito em até 30 dias. 

O acidente ocorreu na manhã do dia 25, durante o expediente em uma fábrica em Goiana, na Mata Norte de Pernambuco. 

O acidente aconteceu na unidade da Denso Sistemas Térmicos, enquanto realizava a manuten-ção em uma das máquinas. 

O funcionário chegou a receber socorro ainda no próprio local e, em seguida, foi encaminhado para o Hospital Miguel Arraes, no município de Paulista, na Região Metropolitana do Recife. 

Segundo a assessoria do Hospital Miguel Arraes, Jonatas Ravelly Gonçalves Pereira já chegou sem vida à unidade hospitalar. 

A família já autori-zou a liberação do corpo e espera somente o encaminhamento para o Instituto de Medicina Legal, no bairro de Santo Amaro. 

Em nota, a Denso informou que a empresa presta toda a assistência à família do colaborador e está apurando as causas do acidente. 

Confira a nota: “A Denso Sistemas Térmicos informa a ocorrência de acidente envolvendo o colaborador Jonatas Ravelly Gonçalves Pereira, na manhã da segunda-feira, 25 de janeiro, na unidade da empresa em Goiana, Pernambuco.

O funcionário recebeu pronto atendimento médico no próprio local e foi encaminhado para o Hospital Miguel Arraes, no município de Paulista, referência na região. A empresa presta toda a assistência à família do colaborador e está apurando as causas do acidente. 

A Denso atende às normas nacionais e internacionais de saúde e segurança do trabalho”.




Fonte: Giro da Mata Norte