Santa perde por 1×0, frustra torcida e cai para a lanterna

(Foto: Peu Ricardo)
Foi um verdadeiro balde de água fria. Após conseguir a primeira vitória no ano na última quarta-feira, contra o Central, o Santa Cruz tinha tudo para embalar no Campeonato Pernambucano e finalmente vencer a desconfiança da sua torcida. Mas deu tudo errado.

Com um público razoável no Arruda, o Salgueiro venceu a Cobra Coral por 1×0 e jogou os tricolores para a lanterna do hexagonal do título, com apenas três pontos ganhos. Sem muito tempo de lamentar, quarta-feira que vem tem o Clássico das Emoções contra o Náutico.

Pelos esquemas armados pelos treinadores das duas equipes, o bom e velho “ataque contra defesa” seria a pedida da noite no Arruda. Com a bola, o Santa Cruz atuava com as tradicionais duas linhas de quatro, porém, quando tinha a posse se armava num 4-2-4, com Waldison, Emerson Santos, Guilherme Biteco e Betinho formando o quarteto ofensivo.

E não foi por falta de chances que o Tricolor não saiu vencedor no primeiro tempo. Foram várias oportunidades criadas, duas que pararam na trave e um impedimento marcado irregularmente.

Logo aos 18 minutos, Waldison lutou e conseguiu cruzar da esquerda. Betinho disputou com o zagueiro e acertou o travessão de Luciano. Em seguida, foi a vez de Emerson Santos fazer fila e chutar fraquinho, para a defesa tranquila de Luciano. O gol parecia questão de tempo, mas a “zica” continuava disposta a estragar os planos dos tricolores.

(Foto: Peu Ricardo)
Aos 36, Biteco abriu para Renatinho que cruzou na medida para Betinho escorar e… Parar na trave novamente, para desespero da torcida. Um minuto depois, Waldison desceu em velocidade pela direita, chutou cruzado, o goleiro do Carcará se atrapalhou e a bola passou raspando a trave.

Na volta para o segundo tempo, Sérgio China tirou um volante e acionou um atacante, passando a atuar no 4-4-2. E a primeira chance dos visitantes não demorou para vir. Com apenas três minutos, Ranieri desviou cruzamento e Jéferson Berguer, que tinha acabado de entrar, escorou de coxa. A bola ainda tocou na trave antes de sair pela linha de fundo.

Aos nove minutos, não teve jeito. Após bola na área, Paulo Junior cabeceou e Bruno fez grande defesa, mas Jéferson Berguer estava lá no rebote para escorar e abrir o placar: 1×0.

O gol mexeu com os tricolores, que não conseguiam reagir ao golpe. As poucas chances criadas, foram desperdiçadas por Waldison e Renatinho. Mesmo com todas as mudanças de Ricardinho, que chegou a tirar um lateral para colocar um meia, a Cobra Coral não conseguiu o empate e a torcida deixou o Arruda vaiando bastante o treinador Ricardinho.

No último lance do jogo, já nos descontos, a última prova da “zica” coral. Após cruzamento, Betinho mandou a sua terceira bola no travessão.

FICHA DO JOGO

Santa Cruz 0

Bruno; Bileu (), Alemão, Danny Morais e Renatinho; Edson Sitta, João Paulo, Emerson Santos (Thiaguinho) e Guilherme Biteco (Raniel); Waldison e Betinho. Técnico: Ricardinho.

Salgueiro 1

Luciano; Ranieri, Marcos Tamandaré, Marlon (Jeferson Berguer), Rogério; Rodolfo, Pio, Vitor Caicó (Kanu), Moreilândia; Valdeir e Paulo Júnior (Klebinho). Técnico: Sérgio China.

Local: Arruda, Recife (PE). Árbitro: Claudio Luciano Mercante Pessoa Junior. Auxiliares: Cleberson Nascimento Leite e José Daniel Torres de Araújo. Gol: Jeferson Berguer (aos nove do 2ºT). Cartões amarelos: Alemão, João Paulo e Raniel. (Santa Cruz). Paulo Júnior e Tamandaré (Salgueiro). Cartões vermelhos: João Pauo (Santa Cruz) e Marcos Tamandaré (Salgueiro).

Fonte: Blog de Primeira