Sada Transportes vai contratar 100 profissionais para Polo Automotivo em Goiana

Perspectiva da unidade em implantação em Goiana, no entorno do Polo Automotivo Jeep. Imagem: Sada/Divulgação
A Sada Transportes, empresa responsável por toda a logística da produção da FIAT Crhysler no Brasil, inclusive o que sairá da planta Jeep, em Goiana, vai contratar 100 profissionais para atuarem na unidade local, que começa as atividades em maio, para atender as primeiras movimentações da produção do Polo Automotivo Jeep. As contratações serão fechadas até o dia 26 de fevereiro e interessados devem se cadastrar no Sistema Nacional de Emprego (Sine) de Goiana ou no site oficial da SADA, em www.sada.com.br. As VAGAS são os cargos de motorista de cegonha, motorista de pátio, conferente de autos, auxiliar de logística e amarrador. De acordo com o diretor da SADA, Edson Pereira, quando a Jeep estiver em operação total, o número de funcionários da Sada para esses cargos chegará a 400 trabalhadores.

A Sada vai instalar, em Pernambuco, uma unidade de 134 mil metros quadrados, investindo R$ 120 milhões em pátios de logística para transporte de veículos de Goiana até as concessionárias do Nordeste ou até a base da SADA em Minas Gerais, de onde os carros seguem para o mercado do Sul e do Sudeste. Apesar de práticas de trabalho moderna e com processos criteriosos para cumprir exigências internas de qualidade, a mão de obra local promete atender a demanda do grupo. "Nos deparamos com uma boa surpresa: analisando o banco de profissionais do sistema SINE, podemos afirmar que Goiana possui trabalhadores qualificicados para as nossas vagas", destacou o diretor.

"Aproximadamente 100 pessoas terão contrato homologado até o fim de fevereiro e serão encaminhados para treinamento. "Antes de tudo, todos os candidatos farão prova de seleção e os contratado farão capacitação. Vamos priorizar a mão de obra local, principalmente de Goiana. Dependendo do cargo, alguns profissionais podem ser levados para a unidade de Betim, em Minas Gerais, para qualificação", complementou.

Fonte: Diário PE