Náutico reage no Nordestão e derrota Piauí por 2×0

O Náutico estava precisando de uma vitória na Copa do Nordeste. Empatou um jogo e perdeu outro na competição – tinha de conseguir um triunfo para continuar forte na disputa pela vaga na próxima fase. Diante do Piauí, fora de casa, ontem, o Timbu conseguiu: com GOLSmarcados por Patrick Vieira e Jefferson Renan, passou pelo “Enxuga Rato” (2 x 0) e assumiu a vice-liderança do grupo C. Antes de voltar a encarar o Piauí, pelo Nordestão, o Alvirrubro tem três compromisso pelo Pernambucano – um diante do Central e dois diante do Santa Cruz.

A despeito da urgência da vitória pelo Lado do Náutico e dos donos da casa, o jogo começou em ritmo lento. Repetidos erros de passe e falta de movimentação travaram as duas equipes – a tal ponto que nenhuma chance foi criada nos primeiros 15 minutos do duelo.

Aos 16, o Timbu começou a tomar conta das ações. Para fazer isso, bastou mais aproximação no meio e mais trocas de passes no meio-campo. Fillipe Soutto, mais próximo de Patrick Vieira, Bruno Alves e Renato, foi importante na transição defesa-ataque. Na primeira triangulação armada pelo ataque alvirrubro, Patrick acertou o travessão do goleiro David, do Piauí. Era apenas um prenúncio do que estava por vir. Depois de muito martelar, o Náutico conseguiu abrir o placar em belo chute do ex-palmeirense.

Depois daquele início pouco promissor, o Náutico fez até um bom primeiro tempo. Mas pecou na finalização. Desperdiçou três boas chances de ampliar o placar, adquirir tranquilidade e a condição de administrar o resultado no segundo tempo. Quase foi punido por isso.

É que o Piauí voltou muito melhor no segundo tempo. Aos 21 minutos, o “Enxuga Rato” tinha sete finalizações na etapa final contra apenas uma do Náutico. O atacante Dênis, acionado no intervalo, foi fundamental para a ascensão do time de Teresina. Dono de exóticos cabelos azuis e dotado de boa velocidade, o jogador caiu no lado do lateral-direito David e fez a festa.

Não soube, porém, concluir as jogadas criadas – e teve pela frente um Júlio César inspirado no gol alvirrubro. O Náutico só voltou a crescer quando Moacir Júnior sacou Renato e colocou Jefferson Renan aos 19. Sete minutos depois de entrar em campo, o meia aproveitou rebote de chute de Josimar, ampliou o placar e garantiu a vitória do Timbu.

Ficha do jogo

Piauí 0

David; Jorginho, Bruno Ernandes, Rafael Negrão e Tiaguinho; Dalton, Binha (Leís), Pablo e Darley (Dênis); Agostinho e Leto (Natan). Técnico: Marco Antônio Santos.

Náutico 2

Júlio César; David (Diego), Elivelton, Flávio e Gaston; João Ananias, Fillipe Soutto, Bruno Alves e Patrick Vieira (Piauí); Renato (Jefferson Renan) e Josimar. Técnico: Moacir Júnior.

Local: Albertão (Teresina/PI)

Horário: 21h45

Árbitro: Jose Cleuton Souza Lima (CE)

Assistentes: Arnaldo Rodrigues de Souza e Nailton Junior de Sousa Oliveira (ambos do CE)

GOLS: Patrick Vieira (aos 29 do 1ºT) e Jefferson Renan (aos 25 do2ºT) para o Náutico

Cartões amarelos: Dalton, Thiaguinho e Jorginho(Piauí); Flávio (Náutico)

Fonte: Blog de Primeira