Em respeito à grana suada do cidadão

Prefeitos e governadores de todo o País e, principalmente do Nordeste, vivem de pires na mão e pedindo recursos ao Governo Federal para início ou conclusão obras inacabadas. Por isso, a redução nos gastos do Carnaval decidida pelos prefeitos de Itapissuma, Abreu e Lima, Igarassu, Araçoiaba, Goiana e Condado deveria ser seguida por todos os governantes estaduais e municipais. 

Será uma economia em torno dos 70% a 80% com as despesas e os recursos irão para saúde, educação, transportes, habitação e outras ações em benefício da população. Nada de bandas e de artistas caríssimos, pois isto cabe à iniciativa privada. 

Os locais de shows deles são em teatros, casas de shows e em clubes ou em prévias de blocos bem-sucedidos. E nunca com a grana suada dos impostos pagos pelos contribuintes. Mas, os prefeitos garantiram, como deve ser, verbas para os blocos, troças e grupos carnavalescos populares das respectivas cidades. Evoé!

Fonte: Folha PE