Desfile das Virgens do Bairro Novo animou ruas de Olinda neste domingo

Fantasias de participantes foram avaliadas em concurso
Elas podem ser virgens, mas são atualizadas no que acontece de mais recente no Brasil e no mundo. Dos personagens que fazem sucesso nas novelas, passando pelos problemas do cotidiano como a falta d'água e repercutindo os escândalos políticos, tudo foi motivo para brincar em mais uma edição do bloco de Carnaval Virgens do Bairro Novo, que há 62 anos ganha as ruas de Olinda. A palavra pode ser clichê para definir a evolução do grupo, mas irreverência é tudo que esses homens vestidos de mulheres esbanjam na avenida. Pelos cálculos da organização, cerca de 200 mil pessoas prestigiaram a festa.

O evento começou com o concurso das fantasias. E valia de tudo para chamar a atenção dos jurados nas categorias luxo, originalidade, grupo, a mais sexy, tímida, simpática, sapeca, pura, malamanhada e a virgem das virgens. Entre os ganhadores estava Antônio Correia, de 58 anos e que participa há 37 anos do desfile. "Para mim é o melhor evento do Carnaval de Olinda. Faço questão de participar e dar o meu melhor", disse o funcionário público, que venceu no quesito luxo.

Temas como a dengue, o escândalo da operação Lava Jato da Petrobras, o atentado ao jornal Charlie Hebdo, de Paris, compuseram as homenagens. Nem o sol forte tirou a aminação das pessoas que, desde a manhã, tomavam todos os espaços da avenida. Para o presidente da comissão julgadora, Ney Araújo, a história do bloco mostra o quanto o público é fiel e gosta de reverenciar as virgens. "Elas são atualizadas nos temas que estão em destaque, buscando sempre a inovação", disse.

Fonte: Folha PE