Enem: estudante pernambucano alcança maior nota do Brasil em Matemática

Em outubro o aluno embarca para Inglaterra para cursar Física na Universidade de Cambridge
Determinação e treinamento são as dicas do estudante pernambucano, Matheus Henrique Costa, 17 anos, para conquistar a nota 973,60 na disciplina de Matemática e Suas Tecnologias do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Apesar do desempenho dos estudantes brasileiros na disciplina ter ficado 7% abaixo do registrado na edição anterior, a pontuação do fera foi a maior do Brasil. No entanto, não é por aqui que Costa vai estudar. Aprovado na Universidade de Cambridge, o aluno segue para a Inglaterra em outubro para dar início ao curso de Ciências Naturais Físicas.

O estudante revela o que foi decisivo para tirar a nota máxima em matemática. “Primeiramente, o incentivo dos meus professores. Eles ensinaram bem o modelo do Enem. Outra questão importante foi expandir meu conhecimento sozinho, o que facilitou o raciocínio no exame”, contou, acrescentando que as questões, no decorrer do tempo, foram ficando mais fáceis, à medida que ele ia praticando. “É uma dica que sempre dá certo. Treinar e fazer muito exercício, resolvendo questões de diferentes modelos. Mas ter cuidado para não exagerar, pois pode prejudicar muito o desempenho”, aconselhou o aluno.

Para se sair bem no Enem, o ritmo de estudos teve que ser acelerado, porém equilibrado. Houve renúncias e muita determinação. “Além dos cursinhos, estudava três hora por dia. Nos finais de semana, escolhia uma disciplina e me dedicava somente a ela. Tardes de conversa no Facebook e WhatsApp nem pensar. Tive que abrir mão do tempo livre e deixar a diversão de lado”, confessou o estudante. O professor de Física e matemática, José Fernandes, acompanhou a vida escolar de Matheus. Ele comentou que o aluno sempre foi um aluno exemplar, inteligente e dedicado aos estudos. “A prova dele era sempre o gabarito”, brincou o educador.

Ainda segundo Fernandes, Matheus passava a tarde no colégio ensinando os amigos. Não media esforços para ajudar os outros. “Disposição era o sobrenome dele. Sempre foi assim. Ele acreditou nele mesmo e conseguiu fidelizar horários e obter uma aprovação invejável”, declarou. Com passagem marcada para setembro, com destino a Cambridge, o aluno participou de um processo complexo para conseguir a admissão na Universidade. “Foi um procedimento que durou o ano todo. Provas, produção de textos, cartas de recomendação. A última parte foram duas entrevistas no começo de dezembro do ano passado com dois pós-doutores. Consegui”, festejou. Por ano, o estudante teria que desembolsar € 50 mil, o que equivale a R$ 150 mil.

“Antes de realizar a prova, eles solicitam o preenchimento de um formulário com informações sobre a renda dos meus pais, só para ter noção de quantos por cento de desconto eles poderiam me dar. Sem dúvidas, conseguirei uma bolsa. Isso já é certo”, adiantou Matheus, acrescentando que, quando concluir o curso, pretende entrar, em seguida, em uma pós-graduação. O diretor pedagógico do colégio onde Matheus estudou, José Ricardo Diniz, acredita em um futuro promissor do garoto. “Matheus não é um aluno que se destacou somente no Ensino Médio. Ele está conosco desde pequeno. O colégio se sente muito feliz em contribuir com o crescimento dele”, destacou Diniz.

Notas de Matheus no Enem:
Matemática e Suas Tecnologias: 973,6
Linguagens, Códigos e Suas Tecnologias: 680
Ciências da Natureza e Suas Tecnologias: 756
Ciências Humanas e Suas Tecnologias: 852
Redação: 740

Enem

O resultado do Enem 2014 foi divulgado na última terça-feira (13) pelo Ministério da Educação (MEC). Mais de 520 mil tiraram nota zero na redação e foram eliminados. A queda foi de quase 10% em relação ao ano anterior. Apenas 250 conseguiram a nota máxima. Na média geral, as notas caíram 1%.