Náutico perde outra e sonho do acesso fica ainda mais longe

Não adiantou a diretoria quitar parte dos débitos com os jogadores. Tampouco as sonoras broncas dadas pelo técnico Dado Cavalcanti. Mais uma vez o Náutico decepcionou e voltou a ser derrotado na Série B. No interior cearense, os alvirrubros perderam por 3×1 para o Icasa/CE e praticamente largaram a briga pelo acesso. Com 42 pontos e em 12º na tabela, a luta do Timbu agora deve ser contra o rebaixamento, visto que a equipe encontra-se apenas sete pontos acima da zona de degola.
Com os dois times precisando vencer, era natural que as duas equipes partissem para cima, ainda que despreocupadas com a defesa. Dito e feito, pois a tônica do duelo foi justamente essa: ataques pressionando e as retaguardas dos dois lados falhando.Logo aos seis minutos de jogo, a defesa alvirrubra falhou e Nilson perdeu boa chance de abrir o marcador. Mas não iria demorar para os mandantes abrirem o placar. Em cruzamento de Ivonaldo, o mesmo Nilson ganhou de Luiz Alberto pelo alto e cabeceou para o gol, aos 13 minutos.
A desvantagem no placar fez com que o Náutico acordasse de imediato. Menos de seis minutos depois de ter tomado o gol, o Timbu conseguiu o empate. Após a defesa do Icasa/CE bater cabeça, Crislan mandou de primeira, no canto, para igualar o jogo. Apesar de fraco tecnicamente, o jogo seguiu disputado. Em uma cabeçada após escanteio, Naylhor testou para o gol e Júlio César fez grande defesa. Nilson teve outra boa chance, ao driblar William Alves na área, mas o atacante mandou para fora.
O Náutico teve grande oportunidade quando Hélder Ribeiro recebeu bola, sozinho, dentro da área. Contudo, o volante demorou para se decidir e Carlinho Rech afastou o perigo. Pouco depois, Raí deu um presente para Erik, que conseguiu a proeza de perder um gol feito. Na etapa final, o Timbu começou mais aceso. Com apenas dois minutos, Sassá fez bela jogada individual, passando por Dodó e Naylhor. No entanto, o atacante alvirrubro isolou a bola na hora da conclusão.
A ótima chance perdida iria fazer uma tremenda falta ao Náutico. Do meio para o fim da etapa final, os donos da casa foram crescendo. Nilson assustou com um forte chute e Zeca, de cabeça, mandou uma bola na trave. Era um prenúncio do que estava por vir.
Aos 28 minutos, Nilson recebeu dentro da área. Mesmo cercado por defensores alvirrubros, o atacante teve tempo e liberdade de sobra para girar e mandar para o gol, desempatando o marcador. Pouco mais de cinco minutos depois do segundo tento, o Icasa/CE encaixou um rápido contra-ataque. Núbio Flávio arrancou, passou por William Alves, limpou o lance e bateu forte, sem chances para Júlio César, fechando a conta.
3 ICASA/CE
Busatto; Naylhor, Gilberto e Carlinhos Rech; Ivonaldo (Albano), Dodó, Rodrigo Vitor, Lucas Gomes (Luiz Fernando) e Zeca; Erik (Núbio Flávio) e Nilson. Técnico: Vladimir de Jesus
1 NÁUTICO
Júlio César; Neílson, Luiz Alberto, William Alves e Raí (Gastón Filgueira); João Ananias, Hélder Ribeiro (Marcos Vinícius) e Vinícius; Sassá (Marinho), Bruno Furlan e Crislan. Técnico: Dado Cavalcanti
Local: Estádio Romeirão (Juazeiro do Norte/CE) Árbitro: Héber Roberto Lopes (Fifa/SC) Assistentes: Ângelo Rudimar Bechi (SC) e Kildenn Tadeu Morais de Lucena (PB) Gols: Nilson, aos 13, Crislan, aos 19 minutos do 1ºT; Nilson, aos 28, e Núbio Flávio, aos 33 minutos do 2ºT. Cartões amarelos: Ivonaldo (I); Bruno Furlan, Gastón Filgueira (N) Renda e Público: Não divulgados

Fonte: Blog de Primeira