Sport vacila no final e perde por 1×0 para o Goiás

A fase é, realmente, complicada. O Sport não consegue voltar a vencer na Série A. Diante do Goiás, na Ilha do Retiro, completou o sétimo jogo sem triunfo consecutivo na competição. Perdeu para o time do Centro-Oeste e ouviu muitos protestos da torcida. O principal alvo foi o técnico Eduardo Baptista, chamado insistentemente de burro.
O Sport começou melhor. Com movimentação dos homens da frente, empilhou boas chances no início. No primeiro minuto, Diego Souza lançou Felipe Azevedo, que ganhou na corrida e cruzou. Ibson desperdiçou. Aos três, a bola caiu nos pés de Diego Souza, sozinho, dentro da área. O chute, contudo, saiu fraco, nas mãos do goleiro Renan.
A defesa do Goiás não encaixava com o ataque do Sport. E o setor ofensivo dos esmeraldinos também não oferecia grandes riscos: a melhor articulação foi aos quatro. Mas Esquerdinha passou da bola e não finalizou.
Enquanto isso, o Leão seguia melhor. Aos 23, Ibson concluiu mal outra chance. O lance foi uma espécie de divisor do primeiro tempo. A partir dali, o Goiás melhorou a marcação, fechou os espaços e conseguiu diminuir o ímpeto ofensivo do Rubro-Negro. Aos 28, Diego Souza cobrou uma falta na trave. Depois, o Sport só conseguiu chegar ao gol do adversário aos 44 minutos. Mas Ibson, de novo, perdeu chance clara.
A expectativa da torcida era que o time continuasse melhor na volta do intervalo. Não foi o que acontece: o Goiás tomou a iniciativa do jogo e criou mais oportunidades, a maioria explorando o lado esquerdo do Rubro-Negro.
Aos 3, Esquerdinha invadiu a área do Sport, mas chutou por cima do gol. Dois minutos depois, o cruzamento de Lima passou por todo mundo, assustou Magrão, mas saiu pelo lado. Aos 6, Ibson respondeu para o Rubro-Negro, mas – de novo- finalizou fraco e irritou a torcida.
Pouco depois, quem irritou a torcida foi o técnico Eduardo Baptista, que tirou Felipe Azevedo, bem, para colocar Érico Júnior. Sacou, ainda, Ibson e colocou Neto Baiano. As alterações não fizeram o time melhorar.
O time até conseguiu ter mais presença ofensiva. Não marcou e foi punido por isso. Aos 45, Esquerdinha completou cruzamento e definiu para o Goiás: 1 x 0. Mais uma derrota do Sport na Série A.
Ficha do jogo
Sport 0
Magrão; Patric, Henrique Mattos, Durval e Renê; Ronaldo, Rodrigo Mancha, Ibson (Neto Baiano), Ananias (Danilo) e Felipe Azevedo (Érico Júnior); Diego Souza. Técnico: Eduardo Baptista
Goiás 1
Renan; Felipe Macedo, Jackson, Pedro Henrique e Felipe Saturnino (Lima); Rodrigo (Ramon), David, Thiago Mendes, Esquerdinha e Erik; Samuel (Tiago Real). Técnico: Ricardo Drubscky
Local: Ilha do Retiro (Recife)
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique – RJ (FIFA)
Assistentes: Rodrigo Pereira Joia – RJ (FIFA) e Gilberto Stina Pereira – RJ (CBF-2)
Gol: Esquerdinha (aos 45 do 2T) para o Goiás.
Cartões amarelos: Felipe Macedo, Tiago Real e Jackson (Goiás) Henrique Mattos (Sport)
Público e renda: não divulgados