Santa Cruz e Boa Esporte se enfrentam na Arena PE com ambos os times querendo acesso

Santa Cruz e Boa Esporte iniciaram a Série B com metas em comum. Para o Tricolor, embora o acesso nunca tenha sido descartado, a permanência sempre foi algo mais concreto para um clube recém-promovido. Com um orçamento enxuto, o time mineiro também não tinha, a priori, grandes pretensões. Porém, acabou conseguindo formar uma equipe competitiva, capaz de brigar no topo. Agora, definitivamente, quer subir. Às 19h30 de hoje, os dois clubes duelam na Arena Pernambuco. Para o Boa, um importante degrau para alcançar à elite. Aos corais, um fio de esperança para que, no fim da competição, consiga ser tão surpreendente como tem sido até aqui o rival desta noite.

Quando se enfrentaram no primeiro turno, ainda na oitava rodada, Santa e Boa viviam situações bem distintas da atual. A equipe de Minas Gerais estava encravado na zona de rebaixamento. Era o antepenúltimo colocado da Segundona. Justamente neste confronto, em Varginha, o Tricolor, ainda comandado por Sérgio Guedes, venceu por 2 a 0 e encerrou uma sequência de sete empates, que o mantinha ainda há três pontos do grupo de acesso.

Na 13º rodada, o Boa Esporte ultrapassou os corais na Série B. Dois jogos depois, o Tricolor voltou a ficar na frente. Mas por pouco tempo. A partir das 16º até agora, na 27º, o time interiorano permaneceu mais bem posicionado. O técnico Oliveira Canindé quer mudar esta história em algum tempo. Segue crente no acesso e enxerga o jogo de hoje como um pontapé inicial para a arrancada. "Continuo acreditando. Sempre olhando para a frente. Temos que fazer a nossa parte e encarar cada partida como uma decisão. Precisamos ir eliminando os concorrentes, um por um", contou.

Escalação
Canindé fez testes durante a semana. No lugar de Keno, pôs Adilson. Também no lugar do atacante, chegou a revezar Renatinho, Julinho, Natan e Ailton como um terceiro homem da armação. Ontem, porém, não fez mudanças no treino na Arena. Confirmou a escalação praticamente sem alterações. A única é uma já esperada. Conforme sinalizou nos últimos dias, Memo sai para o retorno de Bileu, que cumpriu suspensão. “Quando vejo que vale a pena insistir, continuo segurando aquilo que acho que é o ideal”, explicou.

Boa Esporte
O Boa vinha de sete jogos sem perder na Série B do Campeonato Brasileiro. No último sábado, a sequência foi quebrada após uma derrota para o Avaí, em Florianópolis. Visa agora uma rápida recuperação para seguir na cola do G4. A equipe do técnico Nedo Xavier é comandada no meio-campo por Clebson, ex-Salgueiro. Josa, também ex-Carcará, reforça a marcação da Coruja.

Santa Cruz
Tiago Cardoso; Tony, Everton Sena, Renan Fonseca e Tiago Costa; Sandro Manoel, Bileu, Danilo Pires e Wescley; Keno e Léo Gamalho. Técnico: Oliveira Canindé.

Boa Esporte
João Carlos; Tinga, Thiago Carvalho, Ciro Sena e Marinho Donizete; Josa, Wellington, Tomas e Clébson; Diego e Malaquias. Técnico: Nedo Xavier.

Local: Arena Pernambuco (São Lourenço da Mata). Horário: 19h30. Árbitro: Luiz Flavio de Oliveira (SP). Assistentes: Vicente Romano Neto (SP) e Carlos Augusto Nogueira Júnior (SP). Ingressos: R$ 50 (inteira), R$ 25 (meia-entrada), R$ 12 (sócios), R$ 120 (assento premium), R$ 50 (sócios para assento premium) e R$ 25 (proprietários de cadeira no Arruda)