Pela segunda vez, candidato penambucano tem maior votação do Brasil

Eleito com 68,08%, que representa mais de 3 milhões de votos, Paulo Câmara (PSB) apresentou a maior vitória em todo o Brasil
se considerada a diferença percentual entre primeiro e o segundo colocados. Em Pernambuco, a diferença entre Paulo e Armando Monteiro Neto (PTB), segundo colocado, foi de 37,01%. 

Apesar disto, o mais votado do país foi Geraldo Alckmin (PSDB), governador reeleito de São Paulo com mais de 12 milhões de votos, no maior colégio eleitoral brasileiro. Além de ser o mais votado, Alckmin, que obteve 57,31% do total de votos, também alcançou a segunda maior diferença do Brasil em relação ao segundo colocado, separado de Skaf (PMDB) por 35,78% dos votos. 
Esta não é a primeira vez que Pernambuco e o PSB figuram como a maior vitória do Brasil. Herdeiro político do ex-governador Eduardo Campos (PSB), que faleceu em agosto deste ano, Paulo Câmara repetiu o seu feito das eleições de 2010, em que Campos venceu Jarbas Vasconcelos com uma diferença de 68,78% dos votos, tendo a maior vitória do Brasil. 


O governador eleito de Pernambuco começou a campanha desconhecido pelos eleitores e em baixa nas pesquisas de intenção de voto, com cerca de 10% na média. No entanto, já no início de setembro, ultrapassou Armando, mantendo-se em primeiro lugar nas intenções de voto.

Fonte: DP