Encerra amanhã o prazo das propostas para a escolha da empresa construirá a linha de transmissão da Fiat

Coluna de Jamile Colho - Folha de Pernambuco
É, a maré não está para peixe

Encerra amanhã o prazo de entrega das propostas para a escolha da empresa ou consórcio que construirá a linha de transmissão da Fiat, em Goiana. Vamos cruzar os dedos para que as interessadas tenham conseguido formular bem os documentos, já que o processo foi adiado na semana passada. Além disso, devemos torcer para que, pelo menos, este empreendimento saia do papel e beneficie a montadora. Afinal de contas, as contrapartidas para ajudar a italiana não estão sendo nada colaborativas. Quem conhece a celeuma em torno do Arco Metropolitano sabem bem do que falo. Outra questão que está travada, - não por falta de empenho do Senai e, sim, da prefeitura local - , é a escola do Senai, cujo projeto está parado porque não existe terreno e, menos ainda, a licitação. Antes, a entrega estava prevista para 2015 e agora ficou para 2016. Enquanto isso, a entidade inaugura na próxima segunda, em Goiana, dez salas provisórias em contêineres para capacitar 200 alunos em eletricidade industrial e confecção, ambas demandas do polo automotivo.
O Senai já trabalhava com a possibilidade de ampliar a grade de cursos para atender os polos vidreiro e cervejeiro, mas com todas as travas fica difícil, não é?
Veja bem...
Apesar de reconhecer os grandes desafios do governo para colocar a economia no eixo e, assim, recuperar o ritmo de crescimento, o ministro da Fazenda, Guido Mantega, afirmou que a vitória da presidente Dilma é uma prova de que a população aprovou a política econômica dos últimos quatro anos. Bom, ministro, não é hora de puxar a sardinha para o senhor. A questão é bem mais ampla. 

Transferindo - Para Guido Mantega, que não permanecerá no próximo Governo de Dilma, daqui por diante as prioridades da equipe econômica são: um bom resultado fiscal, controle da inflação, mais empregos e um mercado interno em expansão. Na verdade, é bom lembrar que ainda temos dois meses para acabar o ano. Ou seja, cabe ao ministro  ir tocando o seu trabalho.
Cana 1
- Na tentativa de viabilizar mais benefícios para o setor, a União Nordestina dos Produtores de Cana (Unida) solicitará à presidente Dilma Rousseff um novo ministro da Agricultura.

Cana 2 -
O pleito da entidade, que reúne 23 mil canavieiros, visa pressionar o Governo a nomear alguém que preste mais atenção às necessidades da agricultura regional.

Cana 3 - A  Unida, inclusive, defende o deputado federal Pedro Eugênio para comandar a pasta, já que o parlamentar acumula conhecimento na administração pública com foco no setor agrícola.
O bolso agradece - Reduzir de 15 para 5 minutos os banhos diários com chuveiro elétrico dá para economizar R$ 40 na conta de luz e R$ 18 na de água. Por ano, dá para gastar menos
R$ 700. A dica é para moradores de São Paulo, mas serve para qualquer cidadão que não aguenta as altas cobranças no fim do mês.

Calote gera... Devido à inadimplência de 62% dos seus associados, a Associação de Defesa dos Usuários de Seguros, Planos e Sistemas de Saúde (Aduseps) ameaça fechar as portas a qualquer momento, segundo a coordenadora da entidade, Renê Patriota.
...crise na Aduseps - Atualmente, dos 8.556 beneficiários ativos, apenas 38% estão em dia com a mensalidade. “As pessoas precisam entender que a Associação se sustenta pelos associados. Se não honram seus compromissos, não temos como manter a entidade”, disse Renê.
"Não podemos saber se o diálogo será positivo ou não, mas é importante que a presidente demonstre com clareza qual o papel ela espera da agroenergia na matriz de energia brasileira, se é um papel protagonista ou se é secundário" -  afirmou a presidente da Unica, Elizabeth Farina.