Clarão no céu nessa noite assustou a população

Um grande clarão no céu, por volta das 22h30, desta quarta-feira (15), causou um grande tumulto nas redes sociais. Dezenas de pessoas, da Região Metropolitana do Recife e até de outros estados como Paraíba e Rio Grande do Norte, afirmaram ter visto o fenômeno. Teorias surgiram das mais diversas. De relâmpagos a meteoros.



Segundo Leonardo Neves, da Sociedade Astronômica do Recife, provavelmente o evento no céu se tratou de um bólido da chuva de meteoros orionídeos, proveniente dos rastros de pedregulhos deixados pelo Cometa Halley.
O bólido é um fragmento de matéria sólida que ao penetrar na atmosfera terrestre provoca um brilho intenso seguido por um estrondo. A bólide não chega a cair, como um meteorito, e a explosão acontece devido a diferença entre a temperatura interior e exterior do objeto.
Este ano, a chuva de meteoros vai acontecer perto do equador celeste, isso significa que será igualmente visível em ambos os hemisférios norte e sul, entre os dias 15 e 29 de outubro quando os meteorologistas estimam que poderemos ver entre 20 e 25 meteoros por hora, na região da constelação de Orion.
Na noite de 12 de outubro, uma câmera da NASA detectou um pedaço do cometa Halley se desintegrando na atmosfera sobre o Novo México, nos Estados Unidos. A bola de fogo era tão brilhante que foi possível vê-la mesmo com a grande luminosidade da Lua!
Múltiplas câmeras seguiram o meteoróide, o que permitiu o cálculo de sua trajetória. Segundo especialistas, ele atingiu a atmosfera da Terra a 68 quilômetros por segundo e se desintegrou a 67,9 km acima da superfície.

Fonte: Giro da Mata Norte