Xuxa Meneghel perdeu a briga contra o Google

Xuxa Meneghel perdeu a briga contra o Google. Nesta sexta-feira (26), o ministro do STF (Supremo Tribunal Federal), negou um recurso apresentado pela Rainha dos Baixinhos. A decisão manteve a permissão ao site de buscas de revelar fotos e vídeos da apresentadora após pesquisas que ligam seu nome a pedofilia. Essa peleja começou em 2010, quando Xuxa tentou impedir, na justiça do Rio de Janeiro, que seu nome fosse relacionado a esse tema.

Na ocasião, o Google foi proibido de exibir resultados de pesquisas que buscavam seu filme "Amor Estranho Amor", de 1982, no qual a loira aparece em cenas sensuais com um adolescente. O site de buscas recorreu e, em 2012, o STJ derrubou a decisão da Justiça do Rio por entender que o Google não pode ser responsabilizado por conteúdos, nem fiscalizar páginas de terceiros. Agora, o ministro Celso de Mello afirmou que não encontrou questões constitucionais que justifiquem reabrir o caso no STF.