Sudene realiza visita técnica à fábrica da Fiat em Goiana

Um comitê técnico formado por representantes das áreas de Administração, Fundos de Desenvolvimento e de Financiamento, Auditoria e Gestão de Fundos e Incentivos e de Atração de Investimentos visitou nesta quarta-feira as instalações do complexo industrial da Fiat localizado no município de Goiana, a 62 km do Recife. 

Os servidores da autarquia foram conferir de perto o andamento das obras do maior projeto industrial do grupo Fiat-Chrysler no mundo. O empreendimento conta com investimentos da Sudene por meio do Fundo de Desenvolvimento do Nordeste (FDNE).

O pólo automotivo da Fiat em solo pernambucano ocupa um terreno de 14 milhões de metros quadrados e abriga uma fábrica, parque de fornecedores (supplier park), centros de pesquisa, desenvolvimento e treinamento, além de campo de testes e provas. 

Espera-se que a capacidade produtiva da unidade fabril situe-se entre 200 e 250 mil unidades por ano, ou 30 a 45 carros/hora.
Em relação à mão de obra, o complexo emprega cerca de 8 mil funcionários, distribuídos entre a fábrica propriamente dita e os setores de instalação, operações e projetos. 

Nas duas primeiras instalações, a média de trabalhadores pernambucanos é de 70%. De acordo com estudos do grupo automotivo, a cada um emprego gerado na indústria em Goiana são gerados mais quatro postos de trabalho na região de influência do projeto, totalizando quase 32 mil postos de trabalho.

A expectativa da montadora de automóveis é iniciar a produção em série de veículos no início de 2015. Até 2016, o número de profissionais trabalhando na fábrica deve alcançar a marca de 10 mil pessoas.
 
Fonte: Ascom/Sucram/Sudene