Após oito horas de protesto, MST libera rodovias federais na Paraíba


Durante todo o dia a PRF orientou os condutores que precisaram trafegar pelos trechos interditados a evitar as regiões, buscando rotas alternativas. Equipes da PRF foram deslocadas para todos os locais de bloqueio, onde os policiais abriram canais de negociação com as lideranças do MST. "O objetivo é liberar a circulação das rodovias, visando garantir o direito constitucional do cidadão de ir e vir. Entretanto, tais lideranças permanecem irredutíveis quanto à liberação das mesmas" diz nota emitida pela PRF às 12h30.

“Realizamos uma audiência com Incra em Maio deste ano, onde foram apresentadas várias áreas que deveriam ser vistoriadas e desapropriadas, mas até o momento nada foi feito. Decidimos ocupar as rodovias para que pedir celeridade nessas vistorias”, comentou um dos coordenadores do MST. 


Ainda de acordo com o MST, um trecho da rodovia estadual PB-104, entre as cidades de Campina Grande e Arara, na região do Agreste, também foi ocupada pelos manifestantes.