20º Edição da Batalha das Heroinas de Tejucupapo,festa não faltou.





Conheça a História: 
Em 1931 o Instituto Arqueológico de Pernambuco, concedeu a pedido do historiador Mario Melo, o titulo de Heroínas por que Tejucupapo foi o único lugar na historia de expulsão dos holandeses do Brasil onde houve participação coletiva de mulheres num combate armado. Luzia Maria da Silva foi quem resgatou em 1993 esta história e a transformou em teatro junto com seu filho José Augusto. São 300 atores e 35 na produção, todos da comunidade local.
Este último acontecimento teve início em 1645, quando invasores holandeses, ameaçados pela Insurreição Pernambucana, liderada por André Vidal de Negreiros, refugiaram-se no Forte Orange, em Itamaracá. Cercados pelas tropas insurretas, os holandeses se viram impedidos de sair em busca de alimentos. Com a fome e a umidade do local, foram acometidos pelo escorbuto, doença causada pela falta de vitamina C no organismo.

A solução era ir até a Vila de Tejucupapo, em Goiana, onde os cajueiros da região, que eram utilizados como remédio para a doença, estavam em fase de frutificação. Comandados pelo Almirante Lichthant, cerca de 600 holandeses partiram, pelo mar, em direção ao local. Para se defenderem da invasão, os cem homens que habitavam Tejucupapo montaram uma trincheira, levando mulheres e crianças para a luta.

Durante o confronto, 23 holandeses foram mortos, despertando a fúria dos inimigos. Percebendo a superioridade holandesa, Maria Camarão, de crucifixo em punho, percorreu a vila convocando as mulheres a pegarem em armas e ajudarem os homens na luta contra as tropas inimigas. No dia 24 de abril de 1646, munidas de paus, pedras, panelas, pimenta e água fervente, as mulheres de Tejucupapo venceram os holandeses que ameaçavam suas terras e famílias.

 Aconteceu no último domingo (28) na Fazenda Megaó em Tejucupapo distrito de Goiana na Mata Norte de Pernambuco a Batalha das Heroínas, esse ano comemorando 20º edição de apresentações, desde 1993 no alto das trincheiras onde o fato ocorreu o teatro é ao ar livre, o maior da Mata Norte de Pernambuco, Diversas autoridades compareceram no local como o Prefeito de Goiana Fred Gadelha, vice-prefeito do município, Carlos de Joca, dos vereadores Ramilson Ferreira, André Rabicó e Paula de Joca, e dos secretários de Turismo e Articulação Política, Júnior Canibal e Marcelo Mendonça, a festa começou no dia 26, com a escolha da Garota Heroina e show na rua do Rosário, já no sabádo e no domingo varios eventos entre cavalcadas,trihas,blocos e outro fizeram a festa.